Sábado, 22 de julho de 201722/7/2017
(89) 994 565 679
Céu limpo
20º
23º
-17º
Queimada Nova - PI
dólar R$ 3,14
euro R$ 3,66
Governo Estadual
POLÍTICA
Celso Amorim é alvo de investigação do Ministério Público
“A inobservância dos regramentos administrativos pertinentes ao trato e imposição das normas em referência, em tese, pode ensejar, por si só, atentado ao princípio da legalidade", destaca a promotora
Weslley Reunny Queimada Nova - PI
Postada em 09/06/2017 ás 19h42
Celso Amorim é alvo de investigação do Ministério Público

O Ministério Público do Estado do Piauí, por meio da promotora Emmanuelle Martins Neiva Dantas Rodrigues Belo, instaurou procedimento preparatório no dia 3 maio, para investigar denúncia contra o ex-prefeito de Queimada Nova, Celso Amorim.


A promotora disse ter sido informada por servidores de Queimada Nova, de que o ex-prefeito deixou de repassar contribuições previdenciárias devidas ao Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), o que representa potencial risco aos servidores titulares de cargos efetivos.


“As contribuições sociais devidas pelos segurados, servidores públicos municipais de Queimada Nova, em regra, devem ser mensalmente retidas na fonte em seus vencimentos pelo município de Queimada Nova, que assim agindo assume a postura de substituto tributário para todos os fins legais, notadamente, quando ao seu dever de mensal e regularmente repassar tais contribuições sociais, em nome dos segurados/servidores, ao Instituto Nacional de Seguridade Social”, destacou.


Ela também determina que sejam encaminhados ofícios ao Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE-PI), ao Ministério da Previdência Social e ao atual prefeito Raimundo Júlio para que apresentem informações sobre o caso e eventuais débitos previdenciários devidos pelo município ao Regime Geral de Previdência Social, junto ao INSS.


“A inobservância dos regramentos administrativos pertinentes ao trato e imposição das normas em referência, em tese, pode ensejar, por si só, atentado ao princípio da legalidade, impessoalidade e eficiência administrativa e, por conseguinte, desrespeito público a obrigação legalmente imposta de fazer, sem prejuízo de eventual cometimento de ato de improbidade administrativa”, destacou Emmanuelle Martins na portaria de investigação.


O Ex-prefeito foi procurado pelo G1, nesta sexta-feira (9), mas o mesmo não foi localizado para comentar o caso.

FONTE: GP1
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
imprimir
1.855
© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados
Painel