Quarta, 22 de novembro de 201722/11/2017
(89) 994 565 679
Parcialmente nublado
25º
28º
-17º
Queimada Nova - PI
Erro ao processar!
Prefeitura de Queimada Nova
GERAL
Erosão em sangradouro ameaça estrutura de barragem em Queimada Nova
Weslley Reunny Queimada Nova - PI
Postada em 27/02/2016 ás 11h30 - atualizada em 05/07/2016 ás 11h30
Erosão em sangradouro ameaça estrutura de barragem em Queimada Nova

Moradores temem que aumento da erosão leve ao rompimento (Foto: Divulgação/Câmara Municipal)

Barragem custou R$ 3 milhões e foi inaugurada há menos de três anos. Câmara de Vereadores aprovou requerimento pedindo providências.


As fortes chuvas que caíram no início do ano fizeram a barragem Serra do Brejo, em Queimada Nova, a 522 km de Teresina, sangrar pela primeira vez. Mas a cheia tem causado preocupação após uma erosão no sangradouro ameaçar a estrutura do manancial, pois uma mureta que protege a parede foi totalmente destruída pela força da água.
Preocupados com a situação, vereadores do município aprovaram requerimento na Câmara Municipal pedindo providências urgentes. O temor é que quando a barragem voltar a sangrar a erosão continue a crescer e acabe levando ao rompimento do açude, que possui capacidade para mais de 5 milhões de metros cúbicos de água.

"Houve uma erosão bem profunda que mudou a trajetória da água que sai da barragem. A mureta que divide o sangradouro e a parede quebrou e a água está indo para a parte de trás. A grande preocupação é a erosão que avança nesse sentido deteriorando a parede da barragem", explicou o vereador Carlos Amorim, presidente da Câmara Municipal.

A barragem Serra do Brejo foi inaugurada há menos de três anos e custou cerca de R$ 3 milhões. Como a região do semiárido não teve períodos chuvosos suficientes nos últimos anos, o açude nunca havia atingido a capacidade máxima. De acordo com o vereador, a vazão foi bastante intensa e a sangria atingiu altura superior a 60 centímetros.

"Estamos pedindo providência às autoridades enquanto a situação não se agrava. Se voltar a chover, a barragem sangrar de novo e essa erosão vai crescer cada vez mais. É um açude grande e caso venha a se romper seria uma tragédia, pois atingiria muitas pessoas que vivem em áreas baixas no município", alertou o parlamentar.




A barragem Serra do Brejo foi construída através de convênio entre a prefeitura de Queimada Nova e a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf). Procurado pelo G1, o prefeito Celso Nunes Amorim disse que também solicitou providências e que uma equipe de engenheiros da Codevasf já esteve no local.

"Já tomei providências. Realmente precisamos fazer umas obras de reparo, mas não é algo que possa levar ao rompimento da barragem. Os engenheiros da Codevasf estiveram lá essa semana vendo a erosão provocada entre o sangradouro e a parede e vão me enviar um relatório com o que deverá ser feito para resolver a situação", falou o gestor.

Em janeiro, a sangria da barragem chegou a interromper o tráfego na PI-459 e deixou a cidade de Queimada Nova praticamente isolada. Dois trechos ficaram rompidos por conta da vazão. Um desvio foi improvisado pela prefeitura do município, enquanto os reparos são feitos na rodovia.

FONTE: G1
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
imprimir
1.818
© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados
Painel