domingo, 24 de setembro de 201724/9/2017
(89) 994 565 679
Ensolarado
19º
25º
32º
Queimada Nova - PI
dólar R$ 3,12
euro R$ 3,73
Governo Estadual
EDUCAÇÃO
Alunos são transportados diariamente em veículos com péssimas condições
Weslley Reunny Queimada Nova - PI
Postada em 20/09/2015 ás 10h34 - atualizada em 05/07/2016 ás 10h36
Alunos são transportados diariamente em veículos com péssimas condições

Imagens mostram veículos em péssimas condições (Foto: Silvana Silva Sousa)

Vários estudantes são transportados diariamente em carrocerias de caminhonetes e micro-ônibus em péssimas condições na cidade de Queimada Nova, a 522 km de Teresina. A denúncia foi feita pela internauta Silvana da Silva Sousa, por meio de denuncia ao site G1.

Segundo ela, o problema é enfrentado por alunos da Unidade Escolar Júlia Elisa Coelho, da rede estadual de ensino, que vivem na zona rural. “É uma situação péssima e os pais reclamam. Alguns carros têm vidros quebrados e outros estão até com as portas amarradas. Os alunos não conseguem estudar direito porque já chegam na escola cansados da viagem”, disse.

Silvana contou que sua irmã de 17 anos mora na localidade Massapê e demora cerca de três horas para chegar em casa após sair da escola. A adolescente cursa o 2º ano do ensino médio. Silvana Sousa afirmou ainda que vários primos dela enfrentam a mesma situação para poder estudar na zona urbana de Queimada Nova.

Procurada pelo G1, a direção da Unidade Escolar Júlia Elisa Coelho admitiu a situação precária do transporte escolar. Segundo a diretora Ozenalia Teresa da Silva, esses foram os únicos veículos que a escola encontrou para fazer o transporte e evitar que centenas de estudantes da zona rural deixassem de frequentar as aulas. Ela diz que três micro-ônibus e vários veículos de carroceria prestam o serviço para a escola.

“Sabemos que não é o ideal, mas foi a única forma que encontramos. No início do ano tivemos muitas dificuldades para conseguir o transporte e foram esses que conseguimos. Somos conscientes que é preciso melhorar muito, mas foi uma batalha para conseguir esses aí. Nossas aulas iniciaram com atraso, já em abril, justamente porque tivemos essa dificuldade de conseguir veículos para transportar os alunos”, disse a diretora.

Conforme Ozenalia Teresa, são mais de 300 alunos do interior do município que dependem do transporte, e a escola teve que encontrar uma forma de não deixá-los sem estudar. A diretora conta que todos os donos dos veículos que prestam o serviço foram orientados a colocar cobertura na carroceria para proteger os estudantes do sol e da chuva.

Ozenalia afirma que a Secretaria de Educação do Piauí (Seduc) tem conhecimento da situação e aguarda uma solução para o caso. A escola Júlia Eliza Coelho possui cerca de 400 alunos e funciona nos três turnos com ensino médio e cursos de mediação tecnológica.

A Seduc informou que está fazendo uma fiscalização para identificar os problemas com o transporte escolar em todo o estado e as irregularidades encontradas serão colocadas em um relatório para serem tomadas providências. O órgão informou que a fiscalização começou pela região de São Raimundo Nonato e chegará às demais regiões.

A Seduc reconheceu que ainda não há ônibus suficientes para todas as escolas do estado.
FONTE: G1
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
imprimir
587
© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados
Painel